Findi 20–21 de novembro

Não se podia mesmo esperar que todo findi fizesse tempo bom como nos últimos; o findi 20–21 novembro foi nublado e um pouco frio. Mesmo assim, consegui espremer um bom suco de Genebra.

Piscina fechada para uma competição no sábado, fui ao Museu Patek Philippe, que conta com uma coleção de mais de 2000 relógios fabricados ao longo dos últimos 500 anos. Sem exagero, um dos melhores museus a que já fui: ambiente agradável, organização interna muito bem planejada, visita guiada com a quantidade certa de informação. Quanto à relojoaria… arte, ciência e técnica (e mais?) da mais alta qualidade e nas mais finas e disciplinadas proporções. Impressionante.

Domingo fui à igreja evangélica livre de Carouge, uma paróquia pequena bem perto de casa. A acolhida e as melodias conhecidas e a proximidade de casa me fazem querer voltar. Veremos.

À noite fui com uma amiga a um recital do pianista  Jean-Marc Luisada no Conservatoire de Musique de Geneve, parte de uma série de concertos em homenagem aos 200 anos do nascimento de Frederik Chopin. Nossos lugares eram no mezzanino esquerdo – embora não tão “nas alturas” como no Carnegie Hall (o Conservatoire é uma sala de concerto bem menor), ainda era praticamente um “puleiro”. Mas pode acreditar: a escolha dos lugares não poderia ter sido melhor.

Primeiro, estando no mezzanino esquerdo, perto do palco, tivemos uma espetacular “vista aérea” das mãos do pianista sobre as teclas. Passamos o recital inteiro inclinados para frente, olhando para baixo, para poder ver o pianista em ação… mas valeu a pena! A experiência auditiva foi turbinada pelo visual privilegiado.

Segundo, ao sair da galeria terminado o recital, logo notamos o que talvez não tivessemos notado se estivessemos na plateia: havia no foyer uma longa mesa com pães, queijos, sanduíches e confeitos, tudo do bom e do melhor. Para beber, água, suco de laranja, vinho tinto e vinho branco. “Uma recepção para os VIPs”, pensei. Não: aberta a todo o publico do recital, inclusive para nós, parte do “público budget” das galerias. Não acreditei.

La joie de vivre… en Suisse.


Conservatório de Música de Genebra 

Programa

FRYDERYK CHOPIN
Mazurkas op. 24
Quatre Scherzos op. 20, op. 31, op. 39, op. 54

ROBERT SCHUMANN
Davidsbündlertänze op. 6

FRYDERYK CHOPIN
Grandes Valses Brillantes op. 18 et op. 34 N 1, 2, 3

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s