Entretenimento de semáforo

Vem o sinal vermelho e os carros param. Surge alguém que vai de carro em carro pedindo esmolas aos motoristas até vir o sinal verde. No próximo sinal vermelho, o ciclo se repete. Às vezes há uma etapa adicional: antes da mendicância, malabarismos.

A etapa dos malabarismos me confunde. Mendicância entristece; malabarismos deveriam entreter. As duas coisas não combinam. O paradoxo fica ainda mais acentuado porque em regra a tristeza do mendigo transparece. Mendigar já é degradante; mendigar fazendo malabarismos de má vontade é ainda mais degradante.

O que os malabarismos acrescentam ao ritual de mendicância? Duvido que, simplórios como costumam ser, sensibilizem mais motoristas a dar esmolas. Certamente não transformam as esmolas em remuneração por serviços de entretenimento. Primeiro, porque não entretêm ninguém. Segundo, porque são indesejados.

Já me apareceu um desses malabaristas no meio da noite, num cruzamento deserto. A situação me motivou antes a furar o sinal que a abrir os vidros e dar esmola. Outros fazem malabarismos com pedras grandes ou objetos em chamas — tudo o que ninguém quer perto de carros e combustível. São experiências de medo e nunca de diversão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s