UK Tour: Ingleborough-Ribblehead

Acordamos e logo o Shaun me convidou para fazer uma caminhada em um hill. A mãe dele bem que tentou me avisar: “essas loucuras do Shaun… fica à vontade pra recusar, viu?”. Montei uma cadeia de associações bastante ingênua, senão pobre (hill = coxilha = campanha gaúcha), e resolvi aceitar. Devidamente calçados e agasalhados, de Barlick fomos à cidadezinha de Ingleton (foto), que fica à beira do Parque Nacional dos Yorkshire Dales (Vales de Yorkshire).

Exibir mapa ampliado

Depois de uma volta em Ingleton para comprar uma garrafa de água (para mim – bottled in England) e outra de suco de laranja (para o Shaun – made in Brazil), começamos a caminhada Ingleborough acima. Só mais tarde é que fui saber: o morro de Ingleborough é o segundo mais alto pico dos Yorkshire Dales, com 723 m de altitude. A caminhada até o topo, a partir de Ingleton, tem cerca de 12 Km ida e volta! Se eu soubesse, teria ao menos dado uma alongadinha antes… 😉

 

 

 

 

 

 

 

Shaun no começo da caminhada.
Paisagem típica de Yorkshire: campos e muros de pedras!

Paradinha inicial… mas ainda falta muito!
(Tá vendo o Ingleborough ali atrás? É pra lá que vamos!)

Ao longo da subida…

Acima da linha das nuvens!

No topo de Ingleborough!

Shaun vendo o que nos espera na descida (detalhe: pessoinhas lá em baixo!)
Pra baixo todo santo ajuda (ou seja: a gente sai rolando…)

No meio do caminho havia uma pedra…

Quase de volta à base do morro!

Um pouqinho exaustos, fomos até a Ribblehead Bridge, um viaduto ferroviário construído na era vitoriana. Surgiro fortemente a visita ao link, para ver as fotos da Wikipedia. Minhas fotos não ficaram muito boas porque havia bastante neblina! Além disso, ali tem uma foto bem interessante: Ingleborough visto através de um dos arcos do viaduto!

Ribblehead Bridge!

Pôr do sol entre os arcos

2 ideias sobre “UK Tour: Ingleborough-Ribblehead

  1. Camila

    Eba! Finalmente fotos e posts novos, já tinha desistido do teu blog Martin! Troquei pelo do David Coimbra, que tá sempre atualizadinho!(hahaha)Feliz Ano Novo! E em 2008 desejo que tu escrevas mais, e não me refiro somente a monografias! Beijos

    Curtir

    Resposta
  2. Pingback: Cambará do Sul: lembranças dos Yorkshire Dales | Martin D. Brauch

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s