Maio

Direto ao ponto. Ou aos vários pontos. Ou melhor: aos asteriscos.

*

Comecei o mês escrevendo ensandecidamente um artigo de Direito Internacional Ambiental, que enviei ao professor às 23:40 do dia primeiro de maio. Claro que o último dia do prazo era primeiro de maio. Uma das minhas resoluções de Ano Novo é “não procrastinar (tanto)”. Nota-se que estou fazendo progressos: enviei 20 minutos antes do fim do prazo! Incrível.

**

Fico em Nova Iorque até fim de setembro! Depois de uma sofrida busca por moradia (as histórias renderiam um livro… ou filme de terror), consegui um lugar ótimo pra morar a partir de meados de maio. Fica em Roosevelt Island – teoricamente parte de Manhattan, geograficamente fora de Manhattan. O melhor de tudo é meu endereço novo: Main Street, New York, NY. Sim, “rua principal”. Outra hora escrevo mais sobre meu novo e adorável bairro. Por enquanto, publico umas fotos que fiz por lá no dia em que fui buscar minhas chaves.

Meu prédio é o alto atrás da igreja

Riverwalk. Manhattan do outro lado do East River.

Verde, verde, verde

Queensboro Bridge. Prédio bem do meio (“abaixo da ponte”): sede das Nações Unidas.

***

Completei um quarto de século! A comemoração foi inesquecível. Primeiro: foi no dia errado. Propositalmente, claro. Por causa do amigo Kyle, que estava ocupadíssimo no dia meu aniversário, a comemoração ficou para o dia seguinte.

(Historinha parentética: o Kyle é professor de pré-escola. E daí? Acontece que é a segunda vez que festejo meu aniversário no dia seguinte por causa de um professor de pré-escola. No jardim de infância, tinha um colega – o Felipe – cujo aniversário é no mesmo dia que o meu. Por decisão da professora – tia Neuzeli –, o Felipe pôde fazer sua festa em aula no dia do aniversário, e eu tive que fazer a minha no dia seguinte. Não sei qual foi o critério que ela escolheu pra dar preferência ao Felipe. Desempenho acadêmico certamente não foi, porque eu já era nerd no jardim de infância. Uma injustiça sem tamanho. Aliás, deve ter sido naquele momento que a sementinha do Direito foi plantada em mim, para lutar contra injustiças e arbitrariedades. Agora sou praticamente Mestre em Direito e sigo sofrendo injustiças. Oh vida.)

Segundo: apesar da idade avançada do aniversariante, foi quase uma festa de criança. Fui à vendinha de produtos brasileiros em Astoria (US Brazil Deli), e comprei seis pacotes de pão de queijo e quatro garrafas de guaraná. Com tudo pronto, colocamos os pães de queijo numa cesta e fomos fazer um piquenique no Central Park. Outros amigos contribuíram para o piquenique também, com biscoitos, queijo brie, salgados, frutas. E ganhei um bolinho – cupcake, coisa muito tipicamente nova-iorquina.

Terceiro: fiz até discurso. Mas sobre o discurso não vou escrever. Só digo que foi um bonito discurso.

Quarto: depois do piquenique fomos à Yorkville Crêperie. Crêpes franceses… meus preferidos. Tudo de bom.

Risadas deliciosas

Olhando para a ponta da pirâmide na 5th Ave

O mais próximo que chegamos de uma foto com todo o grupo

Ryan e eu treinando expressões dramáticas

Na Crêperie!

****

Minha formatura (Convocation) é no dia 14, sexta-feira que vem, no Madison Square Garden. Quarta-feira dia 12 também tem a cerimônia de Commencement de toda a NYU, no estádio dos Yankees. Até lá, ainda preciso terminar uma prova e um terço de artigo (trabalho em trio!).

Neste momento, meus pais estão num avião em algum lugar entre o Rio de Janeiro e Nova Iorque… Resolvi blogar antes que eles cheguem, porque, com a presença deles aqui, as últimas atividades na faculdade, a mudança para Roosevelt Island e as muitas festividades logo em seguida, não deverá sobrar muito tempo. Mais tarde, porém, desdobro este post para contar sobre a busca de moradia, a moradia nova, os últimos dias na faculdade, as cerimônias de formatura…

Só tem mais uma coisa.

*****

Em outubro vou pra Suíça. Pronto, falei.

Uma ideia sobre “Maio

  1. cHristian

    o “pronto, falei” foi ótima !!!hasuhaushaushcara… como é linda nova iorque na primavera cara… puxa vida, tudo é tão bonito !nossa… no inverno não dá pra fazer nada…quem sabe quando eu estudar na NYU eu veja nova iorque também no verão né?abraço!

    Curtir

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s