Como tudo continuou…

(Este post é seqüência deste outro)

Tive na sexta série uma professora de Língua Portuguesa que estruturou um programa pesado de ensino de redação. Com isso eu quero dizer que ela era, conforme os padrões do estudante médio, uma chata. Acho que cheguei a concordar com isso, mas o fato é que ela foi uma das professoras que chegaram, ensinaram e passaram – mas não sem marcar a minha vida de uma forma positiva.

Descrevo o tal método de ensino, tanto quanto me lembro. Ela não aceitava o uso de corretivo. O aluno deveria reescrever o texto inúmeras vezes, até que a versão final fosse formalmente perfeita, livre de qualquer rasura. Lembro-me de ficar tardes inteiras passando a limpo – e ao fim ter de odiosamente de refazer todo o trabalho, após um deslize de atenção que provocara um erro na última linha…

Esse processo longo e enfastiante não me servia apenas para corrigir a ortografia e aprimorar a caligrafia (e a paciência): possibilitava também muitas alterações substanciais no texto . Uma vírgula aqui e ali, uma enxugada em um parágrafo, uma substituição de palavra no parágrafo seguinte… pronto! A versão final não tinha quase nada a ver com a original – e sem dúvida era melhor, mesmo aos meus próprios olhos.

Mas o processo não terminava por aí. A professora recolhia a versão final e a devolvia, uma semana depois, corrigida, com anotações e comentários. Então, tudo começava de novo: tinha de reescrever a redação com base na versão corrigida. E nada de rasuras!

Por razões masoquistas (= deleite com o próprio sofrimento!), talvez, eu gostava daquela tarefa cansativa, porque surtia efeito: eu estava escrevendo melhor. Desse período resultaram textos que ainda hoje considero bem escritos, apesar de nada densos e imaturos – afinal, escritos por um estudante primário. Um dos produtos dessa fase foi O Reino da Brasilândia (post seguinte).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s