O dia em que o Google e eu tivemos uma briga

É tão bom quando a gente sente que as coisas vão sendo encaminhadas! Venci uma das minhas diversas listas de tarefas encadeadas: (1) aprontar meu site anunciando serviços de tradução, (2) atualizar o blog do Guri e (3) comunicar aos amigos, por e-mail, o meu novo endereço, a atualização/reativação do meu blog e a minha aceitação pela NYU.

Isso demorou bem mais do que eu esperava, respectivamente porque: (1) eu não sou um gênio na produção de sites, (2) eu tinha muitas novidades pra sintetizar depois de tanto tempo sem postagem e (3) selecionar os e-mails dos amigos no meio de uma lista de 1.500 contatos no gmail não foi nada fácil.

Sim, a minha lista de contatos do gmail é gigantesca. Pior ainda, compõe-se basicamente de e-mails antigos que… não existem mais. Já estou resolvendo isso, mas o brabo foi que descobri o problema da pior maneira possível: depois de enviar o e-mail para umas 500 pessoas, quase 100 mensagens retornaram, e apareceu uma tela do Google em inglês (tradução minha para o português):

Esta conta foi bloqueada por causa de atividade não-usual. Pode demorar até 24 horas até que você ganhe acesso novamente. Atividade não-usual da conta inclui, entre outros: (…) Enviar um grande número de mensagens que não podem ser entregues (mensagens que retornam).

Trata-se de um “mecanismo de defesa” do Google para coibir o envio de spam através de uma conta do gmail. Em outras palavras: o Google me rotulou de spammer, así nomás. Fiquei meio de cara, porque no fundo “não foi culpa minha” – pô, eu mudei de endereço e tinha que avisar meus contatos! (Só não sabia que uma penca deles já nem existia…) Fiquei com vontade de escrever um e-mail desaforado pra equipe do Google dizendo: “mas eu me comportei tão bem este ano” (e na verdade desde que tenho o gmail, há uns quatro anos – nem sei… faz um bom tempo!).

Mas aí a revolta passou e a minha conta voltou a ser acessível e eu deixei pra lá. “Se o Google me perdoou”, pensei, “minha atitude mais correta deve ser também perdoar o Google”. Foi um lindo intercâmbio de perdões entre mim e o Google, e agora nosso relacionamento voltou à mais tranquila normalidade.

* * * * *

Tá, só que isso tudo foi ontem. Hoje foi dia de preparar a documentação para enviar à Fundação Estudar, a cuja bolsa de estudos estou concorrendo. Também foi dia de confirmar o fato de que Internet a rádio não resolve meus problemas e não vale a pena pela necessidade de alto investimento em equipamentos (vai que finalmente chega a ADSL daqui a alguns dias?). Por fim, foi dia de mandar (e pagar) a “intenção de matrícula” na NYU. 🙂 Cada vez mais perto…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s