Prospekt’s March

Esses dias já anunciei o novo álbum do Coldplay, disponibilizado na Internet, e agora preciso admitir, sem querer transformar o blog num fã-clube, que estou viciadinho no anterior, Prospekt’s March, principalmente em duas faixas.

Primeiro, Rainy Day. Acho que me identifiquei com a melodia frenética e o instrumental meio desengonçado (“musiquinha de videogame”, como li em algum lugar por aí).

A outra é Glass of Water, e nesse caso o motivo do meu agrado é bem simples e facilmente explicável: esses dias me dei conta de que o refrão é em compasso setenário. Pode conferir, contando as batidas de 1 a 7. Amo essas coisas raras.

Para não dizerem que vejo um lado só da coisa, leiam também a opinião de alguém que não gostou mesmo de Prospekt’s March. Bem longe de concordar que o EP esteja tão ruim assim, acho no mínimo muito bem justificada (comercialmente) a estratégia de lançá-lo logo após Viva la Vida, o qual vendeu simplesmente muito.

No fundo, esse sucesso todo me irrita um pouco. Antes mesmo do lançamento do álbum eu já tinha escolhido Viva la Vida como música de formatura, e aí de repente ela inventa de estourar e de entrar em CD de novela das oito, e aí de repente o mundo inteiro resolve virar fã do Coldplay… só pra me imitar. Não gosto dessa perseguição.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s