Rajastour, dia 2 (Jaisalmer): Forte de Jaisalmer

Após a visita ao lago, fomos à atração principal do dia: o Forte de Jaisalmer, construído em 1156 pelo Maharawal Jaisal Singh. Milhares de pessoas ainda moram dentro do forte, fazendo dele o único ainda habitado da Índia. Segundo o guia, brâmanes (membros da casta mais elevada, dos adoradores do deus Shiva) têm direito vitalício e hereditário a morar dentro do forte.

Forte de Jaisalmer ao fundo
Garoto-propaganda NYU posando para a foto
Primeiro portão de entrada no Forte de Jaisalmer: Ganesh Prol
Músico na entrada do Forte de Jaisalmer
Suraj Prol, um dos quatro portões de acesso ao forte
Pelos quatro portões que dão acesso ao forte (Ganesh ProlAkshaya ProlSuraj Prol e Hawa Prol) chega-se à praça Dussehra Chowk, de onde se pode ver o Raj Mahal (Raj = Rei, Mahal = Palácio, portanto, Palácio Real).
No palácio, como em muitas havelis (mansões) de Jaisalmer, há lindos exemplos de jalis: telas de treliça de pedra esculpidas no arenito. Elas protegem do sol forte, mas deixam entrar a brisa do deserto. Também têm a vantagem de permitir que as mulheres (muçulmanas) vejam o movimento da rua sem ser observadas.
Loja em Dussehra Chowk, com itens de tapeçaria em exposição
Jalis do Raj Mahal
Sacada em outro detalhe do Raj Mahal
Vista geral do Raj Mahal
Em diversas casas dentro do forte, vi decorações de casamento. Além das bandeirinhas e outros ornamentos, as pessoas costumam pintar painéis com o deus Ganesha, o filho de Shiva e Parvati que tem corpo de homem e cabeça de elefante. É considerado um deus de riqueza e proteção. Por isso é que as ilustrações deles são comuns nas casas dos recém-casados e no alto dos marcos das portas.
Casa de recém-casados com painel de Ganesha
O guia local em seguida me levou para o alto do Hotel Garh Jaisal, de onde se tem uma bela vista aérea do forte e de toda a cidade de Jaisalmer. Dali fica bem claro por que Jaisalmer é conhecida como a Cidade Dourada: as construções de arenito, em toda parte, reluzem sob o sol forte do deserto.
Entrada do Hotel Garh Jaisal
Jaisalmer, a Cidade Dourada
Entrada do forte de Jaisalmer, vista do Hotel Garh Jaisal
A última visita dentro do forte foi ao complexo de sete templos interligados da religião jainista, construídos entre os séculos XII e XVI. A arquitetura e a riqueza de detalhes são bastante impressionantes (embora opressivas aos olhos cristãos). Nas fotos seguintes, para encerrar o post, alguns detalhes. No próximo post, relatos e fotos das visitas às havelis (mansões ou palacetes) de Jaisalmer, do lado de fora do forte.
Fachada do principal templo jainista do Forte de Jaisalmer
Portal de entrada do templo jainista
Garoto-propaganda NYU no templo jainista
Detalhe de escultura decorativa
Mais uma escultura
Área central de um dos templos
Cúpula de um dos templos
Detalhe de escultura na parede
Detalhes de esculturas na parede
Templo jainista visto de cima

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s