Mês de silêncio: falta de tempo ou de assunto?

Um amigo me perguntou, quando lhe disse que tinha um blog não relacionado ao meu trabalho, o que era mais difícil no desafio de manter a regularidade das postagens: ter tempo ou ter assunto?

Minha resposta foi bem simples: ter tempo. Do assunto a vida se encarrega. Sempre que me surge um, anoto numa lista de espera de ideias que tenho no celular. Na maioria das vezes, cada item da lista vira um texto de blog (ou, em alguns casos, uma série de textos de blog).

Mas uma resposta completa requer detalhamentos.

Na verdade, ter pouco tempo também leva a ter menos assunto. Nos últimos meses trabalhei muito (mesmo), por isso escrevi pouco no blog. Também por isso tive pouco tempo para atualidades, fotografia, música, cinema, TV, literatura – fatores que normalmente catalisam minhas ideias e assuntos.

Há também o vício da inércia: não ter tempo para escrever leva a escrever menos, que leva a ter menos prática, que leva a uma maior dificuldade de reconhecer potenciais assuntos. Assim, o prejuízo da falta de tempo infelizmente não se recupera com a simples disponibilidade de mais tempo. É preciso um novo impulso para vencer a inércia.

Este texto é uma tentativa de impulso. Ele não quer dizer que eu esteja cheio de tempo nem de assunto: apenas quer dizer que me esforço para pôr o blog de novo em movimento.

Anúncios

Uma ideia sobre “Mês de silêncio: falta de tempo ou de assunto?

  1. Pingback: 365 dicas de sustentabilidade | Martin D. Brauch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s