Tantos motivos para ter parado de postar

Não tem jeito, mesmo: sempre que volto a postar no blog do Guri depois de um tempo de hibernação, escrevo um postão com justificativas. Eu adoraria poder evitar isso (seja simplesmente não hibernando, seja não me justificando depois da hibernação!), mas (1) tem vezes que não dá pra postar e pronto, e (2) não tenho a cara-de-pau de voltar a postar así nomás, sem nenhuma explicação pros meus leitores.

Aliás, que leitores? Coitados – os mais persistentes fugiram de raiva nos últimos meses. Vamos ver se consigo me redimir, pelo menos por enquanto. Sabem como é – não foi a primeira hibernação do bdG, e muito provavelmente não será a última. Melhor assumir isso do que jogar tudo pro alto e desistir de ter um blog. Bem, eu poderia muito bem jogar tudo pro alto e desistir de ter um blog. Mas isso é outra coisa que eu não consigo fazer, e só porque eu gosto muito do meu bloguinho – embora isso não seja aparente todo o tempo, como nesses longos períodos de apostância (bah, isso existe? entenda-se!).

Tá, mas o que aconteceu que eu parei de postar? No primeiro semestre de 2008 eu estive muito triste, e acho que hoje entendo bastante bem o porquê. Resumindo, foi uma combinação de três ingredientes: um caminhão de saudade de um dos melhores períodos da minha vida (meu tão sonhado estágio nas Nações Unidas) mais uma pitada de frustração com meus cursos (Direito e pós em Direito Ambiental) mais um punhado de falta de perspectivas para o futuro (deprê pós-formatura da Economia mais deprê pré-formatura do Direito). Minhas atividades não me ocupavam nem me consolavam, só me faziam entrar em pânico por não ter absolutamente nada marcado na agenda de 2009 (como muito bem ilustrou Carol Grassi).

Então, num impulso de determinação (do tipo, “basta!”), criei uma pasta “2009” no computador e criei um label “2009” no meu gmail. (Podem acreditar: isso funciona; não é puramente simbólico.) Comecei a encher a pasta “2009” com as mais diversas subpastas: concurso para a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), concurso para o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), projeto de dissertação para a seleção do Mestrado em Direito da UFRGS (também conhecida como “Úrguis”), processo de seleção para um emprego na World Resources Institute (WRI) em Washington, estudos para a prova de proficiência TOEFL, candidaturas para mestrados em Direito nos EUA

Em suma, dei tiros pra todos os lados. Se acertasse um pássaro, ficaria triste, porque sou pró-ambiente, mas assumi o risco: atirar era preciso. O segundo semestre de 2008 inaugurou um tempo de reorganizar a vida e os planos para 2009 e além, e não um tempo de postar. Vida e planos reorganizados, perdas e ganhos contabilizados, volto a postar.

3 ideias sobre “Tantos motivos para ter parado de postar

  1. SamiAguiar

    Martin! Bem haja!Que bom que voltaste, melhor assim. Crê (e sei que tu crês bem mais que eu), a pena é exercício e necessidade, é calistenia e arte. Foste cunhado para isso, não escapes da tua sina.E o ano de 2009 está aí para mudar paradigmas. Mudemos, por tanto! COnta comigo. Grande abraço!

    Curtir

    Resposta
  2. Luísa Kurtz

    Que bom que voltaste, Martin! Os períodos de sofrimento fazem parte da vida de todos e sempre contribuem para o nosso crescimento, embora as vezes demoremos para perceber. Estarei acompanhando de perto as tuas próximas postagens! Bjs!

    Curtir

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s