A Grande Sinagoga de Budapeste

De volta ao bairro judeu de Budapeste, dedicamos um post a mais uma sinagoga (além da Ortodoxa, já mostrada aqui): a Grande Sinagoga da Rua Dohány (Dohány utcai nagy zsinagóga). É a maior da Europa e representa um centro importante do Judaísmo Neológico.

Foi construída entre 1854 e 1859 pelo arquiteto vienense Ludwig Förster. Inspirada em modelos islâmicos do Norte da África e da Espanha medieval, tem estilo neomourisco ou neoislâmico, mas também com elementos bizantinos e góticos. Na fachada principal, chamam a atenção as duas torres octogonais de 43 metros, com cúpulas douradas, e a rosácea.

Detalhe da fachada principal da Grande Sinagoga

O interior – com capacidade para quase 3.000 pessoas – é deslumbrante, com afrescos do arquiteto húngaro Frigyes Feszl. Vários elementos lembram igrejas cristãs, como os mezaninos e, ainda menos comum em sinagogas, o órgão de tubos. O original, com 5.000 tubos, foi construído em 1859 e usado por músicos famosos, como Franz Liszt e Camille Saint-Saëns.

O templo, como se poderia supor, também sofreu durante a Segunda Guerra: foi bombardeado  em 1939 pelo Partido da Cruz Flechada (o primo húngaro do Partido Nazi alemão), e depois usado como base de rádio para os alemães e até como estábulo. De novembro de 1944 a janeiro de 1945, formou parte importante do Gueto de Budapeste, abrigando muitos dos judeus isolados por ordem do governo. Voltou a ser templo durante o período comunista e foi finalmente restaurado ao seu esplendor original nos anos 1990.

Nave principal da Grande Sinagoga

Detalhe da parte dianteira, onde se observa o órgão de tubos

O púlpito, outro elemento que lembra igrejas cristãs

Lustre e claraboia

Parte posterior do templo (mais alguns tubos do órgão, à direita)

Ainda no complexo da sinagoga, fica o Templo dos Heróis, para 250 pessoas; é o “templo de inverno” da congregação. No pequeno pátio lateral fica um cemitério, o que tampouco é usual haver ao lado de uma sinagoga. É que ali, muito por falta de alternativa, foram jogados e posteriormente sepultados os corpos de mais de 2.000 judeus que morreram durante o período do Gueto de Budapeste.

Na parte dos fundos, há o Memorial do Holocausto Raoul Wallenberg, em homenagem aos pelo menos 400.000 judeus húngaros mortos na Segunda Guerra. Destaca-se a Árvore da Vida, a escultura de um salgueiro-chorão, do artista Imre Varga; nos ramos estão inscritos nomes de vítimas. Ali também há o túmulo simbólico de Raoul Wallenberg, um diplomata sueco que resgatou muitos judeus, concedendo-lhes passaportes suecos e enviando-os para abrigos – e mais tarde, acusado de espião norte-americano, foi executado pelos soviéticos. Perto do túmulo há uma parede-vitral que simboliza o fogo do Holocausto.

A Árvore da Vida

Parede-vitral

Por fim, no prédio atrás do memorial (que se vê iluminado pelo sol na foto acima), há o Museu Judaico. Além de relíquias religiosas e objetos rituais, há uma sala que trata da vida dos judeus durante a Segunda Guerra. Para encerrar, fotos da repugnante propaganda anti-semita (traduções e explicações nas legendas).

No cartaz superior, um judeu com um saco de dinheiro e a inscrição: “Tomarei o reino e o poder”. No inferior: “A arma dos judeus é dinheiro. Não se entregue nas mãos de armas inimigas!”

Na entrada do gueto, o cartaz: “Bairro Judeu (Zsidónegyed): Cristãos estão proibidos de entrar”. (Faltou completar: e judeus, de sair…)

“Szalámi” é “salame”, mesmo. 🙂 Destaque para o judeu “devidamente” identificado com a estrela de Davi e para a curiosa igualização entre comunismo (a foice e o martelo) e judaísmo (a estrela de Davi).

2 ideias sobre “A Grande Sinagoga de Budapeste

  1. Pingback: A Budapeste dos cafés e restaurantes | Martin D. Brauch

  2. Pingback: Expedição 2015: o primeiro de n posts | Martin D. Brauch

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s