Budapeste ao anoitecer – Danúbio iluminado

E a Expedição 2015, com seus n posts, chega ao post n-1… Hoje farei a despedida noturna de Budapeste, com uma seleção de fotos das melhores vistas no entorno do Danúbio ao entardecer e à noite – do lado Buda e do lado Peste!

No último dia da participação especial da minha amiga Stephanie na Expedição 2015, fizemos – com minha irmã Lu e meu cunhado James – um passeio de barco pelo Danúbio ao entardecer, fortemente recomendável. O dia estava um pouco nublado, então não muitas fotos ficaram boas. Independentemente disso, o passeio valeu muito.

Também gosto do desafio da fotografia na hora mágica e de longa exposição (aqui no blog há exemplos de Köln, New York, Genève, Paris, San Antonio… e provavelmente outros de que nem me lembro), por isso não podia deixar de convidar a Lu a pegar seu contêiner de paciência e me acompanhar numa caminhada fotográfica ao longo do rio.

Pra começar, claro, o Parlamento, tal como se pode ver no passeio de barco: bem de perto e bem de frente. Mesmo atravessando a Buda é difícil ter a mesma vista.

Caminhando perto do Memorial dos Sapatos tirei esta foto da Igreja Mátyás e do “terraço” Bastião dos Pescadores, ambos já iluminados ao entardecer (o post sobre a visita a Buda conta mais sobre essas construções).

Ainda fotografando a partir do lado Peste, capturei o Castelo de Buda iluminado ao entardecer, com a Ponte das Correntes, igualmente iluminada, “atrapalhando a vista” (isso da “ponte iluminada atrapalhando a vista” virou mania fotográfica minha, como se verá a seguir).

Noutro dia, mais uma da Igreja Mátyás, do Bastião dos Pescadores e da Ponte das Correntes (atrapalhando a vista), todos iluminados ao entardecer.

Nesse mesmo dia achei um bom lugar, pertinho do Vigadó, para fotografar o Castelo de Buda, que aqui parece revestido de ouro!

Então atravessamos a Buda. Uma das paradas para foto foi o Várkert Bazár (ou Bazar dos Jardins do Castelo). É o prédio alongado (e também muito bem iluminado) que se vê “aos pés” do Castelo na foto acima.

Não comentei sobre o Várkert Bazár em outros posts porque, inacreditavelmente, não o visitamos (ficou como “gostinho de quero mais”). Foi construído de 1875 a 1883 em estilo Neo-Renascentista, como um portão aos jardins do Castelo de Buda. Até pouco tempo atrás, o lugar estava praticamente em ruínas, mas foi lindamente restaurado no início da década e hoje recebe eventos, concertos, mostras de arte.

O vídeo promocional mostra a beleza do prédio restaurado e dos jardins:

Budapeste é mesmo inesgotável. Nem me despedindo eu consigo me despedir. 🙂

Continuando a caminhada fotográfica noturna, à noite, vimos o Parlamento ao longe, revestido de ouro (com a Ponte das Correntes atrapalhando a vista).

Também vimos o elegante Gresham Palota, ou Palácio Gresham, onde hoje funciona o hotel Four Seasons em Peste. A cúpula da Basílica de Santo Estêvão também aparece ao fundo. E nesta foto a Ponte das Correntes aparece, mas até que não atrapalha tanto a vista.

Por fim, como não poderia deixar de ser, paramos (por bastante tempo) perto da Batthyány tér para fotografar o Parlamento.

Anúncios

Uma ideia sobre “Budapeste ao anoitecer – Danúbio iluminado

  1. Pingback: Expedição 2015: o primeiro de n posts | Martin D. Brauch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s