What really grinds my gears

Tenho mantido meu sarcasmo sob controle ao longo dos últimos anos, porque dizem que acidez demais não faz bem à saúde. Preciso admitir, porém, que tenho uma tendência a ficar com o pH abaixo de 7! Desde que estou de volta à terra brasilis pelotensis, o que mais ou menos coincidiu com meu afastamento do BdG, tive de resistir muitas vezes a escrever posts sobre as coisas da vida que me irritam. Não queria trazer acidez pro BdG.

Até que resolvi não mais resistir. Por que ser tolerante com um mundo intolerante e por vezes até irracional? Por isso, hoje estou lançando aqui no BdG minha coluna (ou: etiqueta de blog) What really grinds my gears. Pra quem não viu o filmeStewie Griffin: The Untold Story (mais uma de minhas recomendações de cinema!), explico: trata-se uma expressão usada para indicar irritação; algo do tipo: “as coisas que me dão nos nervos”. Não vou começar hoje, porque domingo não é dia pra falar de coisas que dão nos nervos… mas quem sabe um dia desses?

Anúncios

5 ideias sobre “What really grinds my gears

  1. Camila

    acho que as pessoas estão com medo de comentar esse post…acho também que tens que estabelecer regras sobre o que pode ser dito(porque corre o risco de ficarmos limitados a um só tema ou assunto, entenda-se)a minha sugestão é começar por coisas, coisinhas cotidianas que te irritam, tipo aquele papel de bala que faz barulho e a pessoa pensa que abrir lentamente vai fazer que o barulhinho irritante passe desapercebido, me dá vontade de AhhhH!(acabo de perceber que esse exemplo foi infeliz porque remete ao tema limitador que eu citei anteriormente)Beijos

    Curtir

    Resposta
  2. Sandrine

    Esses dias eu pensei em fazer um post (porque se virar coluna vou falar só disso) sobre coisas irritantes, mas estou esperando até formar uma longa lista.Não que já não seja uma longa lista.Beijo!

    Curtir

    Resposta
  3. Natalie Rios

    Hola!Achei seu blog procurando a Fundacion Biosfera de La Plata!Fiquei curiosa para saber qual era o projeto que voces tinham juntos.Estou vivendo em La Plata, de intercambio.Enfim, gostei dos textos, e tu parece estar no mundo dos maluquinhos ambientalistas também.Abraços.

    Curtir

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s