O homem a serviço da tecnologia

Computadores foram criados para facilitar (em tese) a vida das pessoas. E se pode mesmo dizer que facilitam – pelo menos até que resolvam, sem aviso prévio, parar de funcionar. É o que os técnicos da informática costumam diagnosticar, com muita propriedade e rigorismo científico, com a seguinte frase: deu pau.

Os micros que a minha família teve ao longo da última década já deram pau tantas vezes que, uns anos atrás, cheguei a ficar amigo dos guris da assistência técnica e a fazer um “estágio” (não-remunerado) na loja onde eles trabalhavam. Aprendi bastante sobre instalação de hardware e software. Ao fim do período do “estágio” (nem me lembro se foi um semestre ou um ano), passei a ter uma boa independência, para resolver por mim mesmo os paus do PC aqui de casa.

Isso, como tudo, tem pontos positivos e também negativos. Por um lado, economizam-se os 50 reais da visita técnica que um especialista cobraria – muitas vezes para dizer que o problema não tem solução e que o HD terá de ser reformatado… De outro lado, perde-se um bom tempo tentando descobrir e resolver um problema, quando qualquer técnico habilitado poderia fazer isso muito mais rapidamente (em tese!!!).

No último sábado, numa bela hora da tarde, meu computador congelou e não mais se reiniciou. Entrei em pânico, chorei de raiva pelos meus dados potencialmente perdidos e já estava até pensando em argumentos para uma ação de indenização por perdas e danos contra o fabricante. (Invocadinho, eu?)

Fui teclar com minha irmã pelo computador dos meus pais para ver se ela ou meu cunhado pensavam em alguma solução… quando também o computador dos meus pais congelou e não mais se reiniciou. Foi meu dia de Midas invertido: parecia que tudo em que tocava virava um latão vagabundo.

Passei um bom tempo trabalhando para trazer as máquinas de volta à vida. Eu sou incrivelmente seguro e não admito (pelo menos no que diz respeito à informática) que outra pessoa me cobre o que eu posso muito bem fazer. É claro que o meu conhecimento é limitado nesse campo, mas a minha persistência manda tentar tudo o que eu sei antes de chamar alguém que saiba mais.

A história teve final feliz: os dois voltaram a funcionar. Perdi tempo, mas economizei (em dobro, talvez!) – valeu a pena. Eles que se comportem, agora. Eles é que estão aí para me servir, e não o contrário…

Anúncios

6 ideias sobre “O homem a serviço da tecnologia

  1. avassaladora romântica

    meu 486 funcionava que era uma beleza… depois dele nada mais foi o mesmo…O computador que comprei pra mim ainda não deu pau, em compensação o de uso comum tem diversos tipos de chiliques inexplicáveis. A última moda dele é suprimir os tons vermelhos. Simplesmente não aparece nada vermelho, fica tudo preto. De vez em quando ele lembra que é colorido e volta ao normal. Não dá pra entender. E acho que ninguém lá em casa tá muito afim de tentar! euaoiaeuo!!!

    Curtir

    Resposta
  2. MDBrauch

    Sandrine, isso acontecia aqui em casa também, no monitor que antecedeu o atual. Não me lembro agora de qual era o tom que ele perdia, mas sei que ele ficava todo azulado, ou avermelhado, ou… isso! acho que era amarelado! Se não me engano, era problema no cabo do monitor. E eu resolvia (sempre temporariamente!) da seguinte forma: dava um chutinho básico no cabo, que pendia atrás da mesa. Rápido, fácil e eficaz! 😉

    Curtir

    Resposta
  3. bruno

    Bom, vou somar aos queixumes o de um problema que constatei hoje no meu computador. Não sei porque os sites que acesso diariamente (como o deste blog)pararam de ser atualizados automaticamente. Por exemplo, eu vinha achando estranho a notícia da vitória de Portugal sobre o Irã estar a dois dias já no portal da Yahoo. Quando cliquei em “atualizar” qual não foi a surpresa ao constatar que a última manchete era sobre Inglaterra e Suécia! Por sinal, também não consigo entrar mais no msn. AAAAHHHHH! Tá, passou…

    Curtir

    Resposta
  4. Gabriela Zago

    Ainda bem que, ao menos por enquanto, ainda podemos observar (na maior parte dos casos) a supremacia do homem sobre a técnica. Mas até quando? :PEssa do monitor azul também acontece com o meu… Às vezes eu me irrito tanto que bato é na tela mesmo (como se ela tivesse culpa do cabo frágil que a sustenta… :P).

    Curtir

    Resposta
  5. MDBrauch

    Puxa, Sandrine e Gabriela… Acho que podemos até criar uma comunidade do orkut: “vítimas de problemas no cabo do monitor”, ou coisa desse tipo. 😛

    Curtir

    Resposta
  6. Angélica

    uehaeuhaeuheuaehaeuhaeÉ… nao adianta ficar desesperado (até que perca os dados).. uaehuaehaeuheaupor isso que eu larguei a parte “técnica” da informática 😀 Se bem que na programação tbm encontro casos estranhos… eauhaeuhaeuaeheuMas o que seria de nós sem um PCzinho e seus probleminhas?? heheh:**

    Curtir

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s