Banca, eu?

Ao chegar em casa da aula no Direito, ontem, recebi o recado de que ligaram de lá mesmo, da Faculdade, chamando para uma banca. Que banca? Do trabalho de conclusão é que não pode ser – pra isso ainda faltam dois anos. Só podiam ter ligado para a pessoa errada… (Se bem que seria ótimo se eles decidissem me formar mais cedo!)

Fui à secretaria da Faculdade, hoje pela manhã, para tirar satisfações sobre a tal banca. Acontece que é comigo mesmo. Eu já nem me lembrava disso, mas em agosto do ano passado (!) pedi revisão da primeira prova de Direito Civil do ano – e agora, uns dez meses depois, fui chamado para fazer a defesa da minha argumentação perante uma banca. É uma ótima oportunidade para reestudar Direito Civil 2, especificamente sobre um conteúdo a respeito do qual fiz prova há cerca de um ano

Mas é também uma boa oportunidade de escrever acerca das manias e maneiras dos professores quanto à reavaliação de questões controversas nas provas. É nos períodos de publicação de notas (estou passando por um!) que se confirma (ou não) o profissionalismo do professor. Esse assunto renderá, sem dúvida, um post – e excelentes comentários complementares. 😉

3 ideias sobre “Banca, eu?

  1. Angélica

    Bom, Martin… Acho que ele demorou tanto, pois estava pensando em bons argumentos para a banca… haeuhaeuaehaueheu:***

    Curtir

    Resposta
  2. avassaladora romântica

    haha, concordo com a angélica :Dtem uma professora minha que tem um método um tanto quanto peculiar… quando um aluno simplesmente é ruim, ela nem tenta, dá logo uma nota alta pro coitado não incomodar mais, mesmo que o trabalho não valha nada. agora, se ela acha que o aluno pode oferecer mais, ela dá uma nota baixa, pra ver se estimula (!) a fazer mais na próxima. pasme, aconteceu isso comigo. eu sou chata com meus trabalhos, faço até que fique impecável e ainda peço diversas opiniões pra ter certeza de que está realmente bom. ela me olhou e disse que eu tinha capacidade pra fazer melhor e me deu 8,5. quase chorei de raiva na frente da mulher! poxa, eu vi trabalhos medíocres ganhando quase a nota máxima, não era justo!não me julgo mais capaz do que ninguém, mas aquele trabalho, especificamente, merecia bem mais do que a nota que recebi.tem coisas que só a católica faz por você ¬¬e sobre o post anterior, sou a favor da criação da comunidade! uaeouaeo!!! 😀

    Curtir

    Resposta
  3. Flucka

    BOm, o que que se pode dizer frente a isto?!?! Bons estudos e boa sorte para esta prova!!!Realmente depois de tanto tempo é até milagre que eles ainda se lembrassem de fazer isso! Mas, tem o lado bom também: Além de revisares a matéria de quase 1 ano atrás, ainda vais ter a oportunidade de fazer esta prova… só me admiro que os professores não tenham feito isto antes, já que isto faria com que tivessem bem menos coisas para corrigir…sinceramente, tenho que concordar com o que foi dito até aqui. =]Pelo menos será feito justiça (?!??), pois poderás fazer a prova… tem tantos que nem conseguem…fica com o Pai!bjs

    Curtir

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s