E a crise chega ao fim

Chega de blogofobia. Chega de grafofobia! Obrigado aos comentaristas pelas mensagens de apoio, ou, melhor dito, de pressão. Estou voltando a postar, depois de mais uma semana conturbada.

De início, dias melancólicos. Ao olhar para as azaléias florescendo, minha revolta com a falta de inverno atingiu o auge. Isso passou, porque o inverno chegou hoje. Está fazendo 8 graus. Posso ouvir as rajadas fortes do minuano. O vento bate nas janelas e entra gelado pelas frestas do meu quarto. Aqui dentro, 11 graus. Viva!

No meio, crise espetacular (como nunca antes aconteceu!) com a minha Internet. Mas consegui resolver sozinho, sem gastar com assistência técnica. Download mais rápido – yay! Mais uma vez, o homem a serviço da tecnologia.

Por fim, estudos para a última prova de História Econômica. Acabou o sexto semestre da Economia. Felizmente. Depois da experiência do quinto semestre (isto é: o quinto dos infernos), com suas cadeiras superdifíceis e os preparativos da minha viagem ao Canadá, achei que não me importaria em ter um semestre mais folgado. Que nada. O sexto foi o período mais desestimulante do curso, ressalvadas as aulas de História Econômica. Quero mais é apagar esse semestre dos meus registros de memória…

Então, fiz a prova quinta-feira e entrei em férias ontem. Amanhã elas terminam: segunda-feira, às 8h, de volta ao Direito. C’est la vie. It’s just like the way it is. And I like it the way it is! (Uma superdosagem de chavões multilíngües – desculpem por isso! E não é overdose, não, porque overdose é anglicismo – então me deixem dizer superdosagem!)

Meu quase-livro? Estou muito feliz com seus dois primeiros e pequenos quase-capítulos. Virão muitos outros. Estou reaprendendo a escrever e, talvez, a gostar de escrever. Depois de tantos anos longe da prática dessa minha atividade-paixão, é difícil vencer a inércia. Afinal, como tudo, escrever é x% inspiração e (100 – x)% transpiração (as proporções eu nunca vou conseguir definir!).

Eu até tinha inspiração e assunto, mas andava com nojo de transpirar. Ficar suado, eca. Mas estou voltando a mim mesmo. Pouco a pouco, desaparece o bloqueio mental – a crise chega ao fim.

2 ideias sobre “E a crise chega ao fim

  1. avassaladora romântica

    Até que enfim!Mas seguinte, tu só recebeu minha mensagem pelo dia do escritor agora??? ueaiouioaeiouae!!! :DE graças a Deus tem mais alguém comemorando a chegada do frio, achei que só eu estivesse sorrindo por esses dias O.oPor fim, LIVRO LIVRO LIVRO!!! Estou no aguardo :)Beijo!

    Curtir

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s